Sonia Alcalde


Arquivo de seus poemas


 

 
---





Sonia Alcalde
 

Poeta do grupo Cultura Sul, a carioca Sonia Alcalde, que escolheu Bagé para viver desde 1975, divide com a cidade sua experiência poética de 15 anos. No dia 27 de setembro lançou o livro “Estações do eu”.

“Até 1992, eu não imaginava fazer poesia. Aconteceu diante dos campos de Dom Pedrito. A luz, as cores, o gado... Senti-me em êxtase, a vertigem da liberdade do imaginário. O emocional se permitindo ‘ver diferente aquilo que os olhos haviam visto sempre sem ver’ (Rubem Alves). Depois se retorna e a razão burila a ortografia, uma coisinha aqui, outra acolá. Mas sem esquecer da licença poética”, explica a autora.

Logo recebeu o convite da amiga Sarita Barros, para participar do Cultura Sul. “O grupo acolheu-me com afeto, isto foi muito importante. Imaginem!!! Metida no meio de poetas. Duas madrinhas para me acompanhar: Elvira Nascimento e Iolanda Abero Sá”, recorda.

Sonia revela que aprendeu muito com o grupo: “Como é de praxe, no Cultura Sul, sempre se apresenta um trabalho nas reuniões, ou quase sempre. O grupo faz comentários, destaca trechos, uma oficina diferenciada. Mas tive momentos difíceis com os temas de casa. O próximo Boletim Poético será sobre o outono. E aí?! Eu, carioca, de duas estações: primavera e verão. Como sentir o outono? O jeito foi fazer laboratório. Na Praça da Estação pisei nas folhas secas, senti o vento, toquei nas árvores. Por favor, inspirem-me... Resultado: Outono pop”.

Para a poeta, a presença dos amigos que morreram permanece no Cultura Sul. Os poemas e o jeito especial de ser de Ernesto Wayne, Teresa Not, Iolanda Abero Sá, Valúsia Saldanha e Maria Barcellos deixaram suas marcas. “Num desses dias de inverno rigoroso, apareceu o sol convidando para ‘lagartear’ no fundo do pátio. Aceitei. Aproveitei para reler o livro da Iolanda: “De cidra e mel”, lançado em 2004. Agora temos um DVD produzido com fragmentos de poesias dos integrantes do Cultura Sul. Foi um projeto desenvolvido por Norma Vasconcellos e Elvira Nascimento, com patrocínio da Secretaria Municipal de Cultura.

Sonia Alcalde conta que também buscou outros espaços para trabalhar a sensibilidade. Em 2003 e 2004, Sarita Barros, Rafaela Ribas e ela cursaram a Oficina de Criação Literária Alcy Cheuiche, no curso de Comunicação da Urcamp. O livro “Seis contistas de Bagé”, no qual são co-autores Cláudio Falcão, Fabiana Gonçalves e Yara Maria Botelho Vieira, foi o resultado final. Além de participar dos Manifestos Poéticos do Cultura Sul e das publicações do Ecoarte, Sonia, tem trabalhos em seis antologias cariocas e gaúchas. Com Sarita Barros, divide autoria do livro “Papos e pontos” e organização do CD “Senhoras - canções e poesias”, de Irene Marques Vieira, mãe de Sonia, e Sara Ramires Vicencio, mãe da Sarita.
Em 2000, Sonia e Sarita promoveram a edição da “Antologia Festilenda” e reedição da “Lagoa da música”, de Pedro Wayne. Em parceria com Eloína Lopes, organização do “Conte mais”.



Por Stela Vasconcellos, Jornal O Minuano (trecho)

 


 

 

 


●  Conheça  vários outros de seus poemas em Escritores e Poetas.

●  Leia, também, suas crônicas no CooJornal.


alcalde@alternet.com.br