Informes do Conselho Regional de Nutricionistas - 4a região (CRN-4)
Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo.

CPI do Idoso


Visitas apontam irregularidades e possibilitam a elaboração de propostas

Desde março de 2001, as consultoras técnicas do CRN-4, Celina  Szuchmacher Oliveira e Cristina Helena do Couto, fazem parte da equipe multidisciplinar que atua na Comissão Parlamentar de Inquérito do Idoso. A CPI foi instaurada pela Assembléia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (ALERJ), em função de denúncias ao Disque-Idoso sobre as condições de diversas instituições geriátricas. 

O objetivo é apontar irregularidades detectadas em casas destinadas aos idosos e chamar a atenção da sociedade para questões relacionadas a este segmento. Dois grupos de sindicância e vigilância foram formados para vistoriar asilos, abrigos e similares. 

Além do CRN-4, compõem esta equipe Conselheiros do Conselho Regional de Serviço Social, fiscais do Conselho Regional de Enfermagem, médicas geriatras (UERJ) e estagiárias dos cursos de nutrição, enfermagem e serviço social (UERJ). Esta equipe técnica tem como objetivo orientar e conscientizar os dirigentes das instituições para os cuidados com a pessoa idosa. 

Cerca de 150 visitas foram realizadas até o final de junho, sendo observado que a maioria das instituições é clandestina, não está adaptada fisicamente à necessidade do idoso - conforme recomendação do Ministério da Saúde - além de não possuir profissionais qualificados para o atendimento a este grupo.  Neste sentido, pôde-se perceber a importância da atuação do nutricionista como responsável técnico, desenvolvendo atribuições relativas ao cuidado com a alimentação e contribuindo para que o processo de envelhecimento seja mais digno. 

A carência de profissionais atuando na área foi avaliada em reunião com representantes do Ministério da Saúde, Secretarias Estadual e Municipal de Saúde, Secretaria de Ação Social do  Ministério da Previdência e Assistência Social, Secretaria Estadual de Ação Social e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Como resultado, foi proposta a criação de cursos de especialização e apontada, como prioridade, instalação do hospital dia e asilo dia, como estímulo à permanência do idoso na família. 

A expectativa do CRN-4 é que o trabalho da CPI sensibilize as autoridades para a necessidade de elaboração de políticas públicas que atendam de forma adequada a esta parcela importante da população brasileira. 

Vale ressaltar que o Brasil terá, até o ano 2.025, a sexta maior população idosa do mundo - 32 milhões de pessoas, segundo dados divulgados pela revista História, Ciências e Saúde (1995), da Fiocruz. 

O Rio de Janeiro, por sua vez, é o estado com o maior número  de pessoas idosas do país e a previsão é que, até 2020, este número seja o dobro. Por isto também é importante que o nutricionista busque aprofundar seus conhecimentos técnicos em relação à saúde do idoso, firmando assim seu compromisso social com esta fatia da população. 

Jornal do CRN-4, julho de 2001
http://www.crn4.org.br 

Andréa Abdala Frank
Nutricionista
,
 Prof. do Instituto de Nutrição UFRJ 
a.abdala@uol.com.br 
   




    Tire suas dúvidas sobre nutrição! Diga-nos o que gostaria de saber!
   
    
   

riototal@riototal.com.br