Ano 10 - Semana 529
 



Outros artigos sobre Casa


Comportamento
Curiosidades
Estilo
Informação
Informática
Nutrição
Pensamentos
Saúde
Sorria

 



 

   19 de maio, 2007
---

 Roupas de Inverno
Como cuidar e conservar


O frio chegou: é hora de tirar edredons, cobertores, lã e roupa pesada do guarda-roupa. Mas, antes de usá-las, pequenos cuidados as livrarão dos ácaros, poeira e mofo que podem ter sido adquiridos no verão.  Alergias respiratórias podem vir de peças mal conservadas.

As peças de inverno, quando guardadas por muito tempo, precisam ser lavadas antes do uso para que as pessoas não fiquem em contato com a poeira, o mofo e os ácaros adquiridos no período. A situação será ainda pior se as peças foram guardadas sujas. Isso porque tecidos que são guardados depois do uso adquirem manchas pela oxidação, mofo e muito mais ácaros. “A regra é usou, lavou”.

Dicas para quem quer usar suas roupas de inverno imediatamente:

- Couro:  Nunca pode ser lavado em água, muito menos em casa. Essa é uma peça de extrema delicadeza, que deve ser colocada em cabide de ombro largo, não pode ser esfregada para não desgastar, não pode ser guardada suja e precisa ser colocada para ‘respirar’, sempre à sombra, constantemente. É uma das peças de mais difícil conservação, somente as lavanderias conseguem higienizá-la corretamente.

- Edredons e cobertores: Se você os guardou em sacos plásticos, pensando em protegê-los, cometeu um engano. Não se deve guardar edredons, cobertores e peças de lã em sacos plásticos porque essas peças transpiram e mofam. O plástico abafa as peças, fazendo com que elas não respirem. O ambiente no qual elas ficam torna-se propício a bactérias, fungos e demais seres responsáveis pelas alergias. O ideal é proteger tudo com capas de TNT - Tecido-não-tecido – que permite ventilação.

- Lã e roupas de uso pessoal:  Mesmo aparentemente limpas, essas peças carregam suor, vestígios de maquiagem, poluição, poeira e, muitas vezes, respingos de alimentos. O maior problema é causar manchas, que até os próprios desodorantes podem propiciar com o tempo. Guardadas, as peças sofrem a ação do tempo e oxidam, é por isso que você tem a desagradável surpresa de pegar uma roupa no armário que não guardou manchada e, de repente, ter uma mancha permanente nela.

- Travesseiros: 30% do peso de um travesseiro antigo é composto por excremento de ácaro. Pode ser nojento, mas a afirmação é científica. Por isso, é preciso lavar não só o forro constantemente, mas também o recheio do travesseiro para que não se respire sujeira enquanto se dorme. A secagem do travesseiro é importantíssima, porque ele não pode mofar.

- Cuidados com limpeza em casa: Alguns produtos disponíveis no mercado, como amaciantes de roupas que prometem evitar mofo, na verdade agem somente como paliativos, durando um pouco mais na peça. Porém, não substituem a limpeza e secagem correta da peça.

Outra dica importante: o peso e o volume de cobertores e edredons podem quebrar a máquina de lavar. Por isso, aconselha-se lavar essas peças em boas lavanderias.

 


Seu artigo será bem recebido em feliz-idade@riototal.com.br


Direção
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br