Ano 9 - Semana 447
 



Outras
CURIOSIDADES

 

    22 de outubro, 2005
---
Curiosidades do Jogo de Xadrez


  A partida mais curta que se conhece foi jogada entre Gilbaud e Lazard em um torneio do campeonato de Paris. Os lances foram: 1 - P4D, C3BR; 2 - C2D, P4R; 3 - P x P, C5C; 4 - P3TR, C6R, e as brancas abandonam, pois ou perdem a Dama ou levam mate em 2!

  A partida mais longa que já se jogou foi entre Duras e Janosky, no torneio de S. Sebastian, 1911, e durou 191 lances. 

  Em janeiro de 1922, Marshall jogou 155 partidas simultâneas, ganhando 126, empatando 21 e perdendo somente 8, no curtíssimo espaço de 7h15min. E o mais admirável é que pôde reconstituir depois as partidas, com exceção de duas.

  Em uma partida jogada entre Tarrash e Gottshall, em Nuremberg, 1888, o primeiro conservou todos os seus peões até o 96º lance.

  C. F. Burrile, em uma aposta, resolveu 60 problemas de 2 lances em uma hora. Este mesmo jogador, conduzido o autômato de xadrez "Ajeeb", jogou mais de 900 partidas, perdendo somente 3 jogos e até onde se tem memória, jamais perdeu uma partida de damas.

  Em uma partida jogada em 1858, entre FranzMaylt, o primeiro tinha duas damas sobre o tabuleiro e o adversário nenhuma, e, assim mesmo, perdeu a partida.

  Possivelmente não há profissão mais incompatível para um mestre de xadrez do que tinha Harmonist: bailarino.

  Bardeleben não perdeu uma só partida nas nove primeiras rodadas do torneio de Hastings, 1895; entretanto não conseguiu ganhar uma única nas nove rodadas seguintes. A primeira que perdeu foi a famosa partida brilhante, Steinitz - Bardeleben.

A senhora Gilbert, de Hartford, Connecticut, jogou duas partidas por correspondência contra Gossip; anunciou mate em 35 lances em uma delas e mate em 21 lances na outra.

  Os corpos do Serviço Civil do sul da Inglaterra jogaram um "match" em 1929, em 500 tabuleiros.

  Em um jogo celebrado em Colônia em 1911, Tarrasch ganhou de Schlechter a 9ª partida, em 105 lances, mas perdeu a 10ª em 190 lances.

  No jogo cabográfico entre a Inglaterra e os Estados Unidos, realizado em 1900, Bellinghan abandonou sua partida no mesmo momento em que Hodges cabografava oferecendo empate.

  Gutmayer, que escreveu um um livro sobre a maneira de se tornar um mestre no xadrez, jamais conseguiu sê-lo.

  Realizou-se em Praga, 1874, um torneio em que todos os competidores jogaram "às cegas". O vencedor, Dobrusky, fez 13 e meio pontos em 14 possíveis.

  Tarrasch derrotou Marco em Dresden, 1892, em 5 minutos e, se bem que a partida fosse curta, é muito importante para a teoria da abertura Ruy  Lopez.

  Em um torneio realizado em Moscou, nada menos de 3 Znosko-Borowsky ganharam prêmios.

  A única partida ganha por Yates, no torneio de Hamburgo, 1910, foi contra Tarrasch. É curioso que Tarrasch foi o único que protestou contra a participação de Yates, alegando que não era jogador suficientemente forte.

  Carl Schlechter, considerado o maior mestre de empates, necessitava de um único empate para arrebatar ao Dr. Lasker o campeonato mundial, mas
não o conseguiu.
  

(Extraído do livro "Manual de Xadrez", de Luiz Cabrerizo, Edições de
Publicações Brasil Editora S/A, 6ª edição, São Paulo)

Enviado por Ivan Tabuada 

 


Direção e Editoria
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br