Jóias 
                                     Limpeza e conservação

As jóias precisam ser limpas de vez em quando, não importa seu preço ou valor, se verdadeiras ou fantasias...

Bijuterias de metal — Estas peças devem ser guardadas dentro de uma caixa, contendo um pedaço de giz branco; assim, elas não embaçam, nem escurecem. Mas se já estiverem manchadas ou escurecidas, limpe-as com uma solução de água com amônia. Depois, secar e dar brilho com uma flanela.

Aço — Limpe-as com álcool. As de aço adamascado podem ser limpas com grafite misturado com azeite de oliva. Devem ser polidas com camurça.

Coral — Estas ficam descoloridas e foscas com o uso, mas recobram seu brilho, esfregando-as, de leve, com algodão umedecido em essência de terebentina. Ficará ainda melhor se 1 colher de sopa da substância for misturada com 3 colheres de sopa de óleo de amêndoas e esfregada na jóia. Enxugue com papel de seda e só no dia seguinte dê polimento com uma camurça. Será também muito bom se essas jóias forem deixadas de molho em água salgada, ou em água do mar.

Diamantes e Brilhantes — Os verdadeiros adquirem novamente seu esplendor com qualquer um desses procedimentos:
- Juntar à água umas gotinhas de amônia e lavar com sabão, em seguida friccionar com algodão.
- Deixar de molho em álcool, secar ao ar e lustrar com algodão.
- Esfregar com pasta dental, com uma escova macia. Enxaguar e lustrar.
- Banhá-los em água com detergente, escovando-os com escova macia. Enxaguar.
- Banhando com gim, realça-se o brilho. Depois, secar bem.

As jóias feitas com ouro, prata ou platina ficarão lindas e limpas se forem colocadas numa panelinha contendo água fervente com 1 tampinha de limpador amoníaco, deixando ferver por 3 minutos. Retirar em seguida e lavar com álcool. Não enxugar, deixando secar normalmente.

Se estiver com pressa de usar a jóia, então enxugue-a com lenço de papel. Os diamantes artificiais geralmente são coloridos por dentro, por isso, não devem ser molhados em água quente nem ficar de molho em água fria por muito tempo. Para limpá-los, use apenas papel de seda finíssimo.

Dourados — Se a peça é de cobre dourado, basta esfregar a seco com camurça.

Jade — Limpar com cremor de tártaro umedecido com água. Retira-se com um pano seco.

Madrepérola — Fica bem limpa deixando-a mergulhada por alguns minutos em solução de água e ácido clorídrico em partes iguais.

Ouro — Há várias maneiras de se limpar estas jóias:
- Mergulhar as peça sem álcool
- Deixar de molho na solução de 2 colheres de sopa de amônia, ½ litro de água fervendo e sabão de coco.
- A mesma receita acima, usando apenas água fria, sem o sabão. Nesses três processos, depois de estarem limpas, deixar secar na serragem de madeira, enxugar com pano limpo e dar brilho com camurça macia.
- As correntes e cordões de ouro, e os de prata também, são lavados com facilidade se os sacudirmos dentro de uma garrafa contendo água e bicarbonato de sódio. Em seguida, enxaguar na própria garrafa e secar sobre um pano.

Os objetos de ouro, em uma emergência, podem ser limpos com um pano lambuzado de batom ou blush em pasta, ou em creme. Em seguida, use um pano limpo para dar brilho.

Pedras preciosas (Esmeraldas, Rubis e Safiras) — Estas pedras devem ser banhadas em água com saponáceo fino, ou simplesmente com água e sabão, e deixar secar ao ar livre. Depois, dar polimento com pele de gamo, com exceção das esmeraldas, que não devem ser polidas, apenas esfregadas suavemente.

Em alguns casos, quando a pedra está suja ou sem vida, coloque-a na água fria com sabão neutro, deixando ferver por uns 5 ou 10 minutos.

Pérolas — Limpe-as passando uma camurça bem de leve, depois, dê um polimento com um pano limpo e seco. As pérolas ficarão bonitas e viçosas se puderem receber o ar do mar. Não deixe suas pérolas sempre guardadas e fechadas, mesmo que não tenha muita oportunidade de usá-las, tire-as da gaveta pelo menos 1 ou 2 vezes por mês e fique com elas várias horas. Assim manterão seu brilho. Se não tiver como tirá-las do baú, guarde-as numa caixa hermeticamente fechada, tendo antes colocado junto das mesmas um pedaço de raiz-de-freixo (um tipo de erva). Assim, as pérolas não perderão a cor e o brilho natural.

As pérolas que estão opacas readquirem o brilho se forem fervidas por 15 minutos em leite de vaca e sabão de coco.

Platina — Águas e gotinhas de amônia, antes de polir, ou esfregue um pedaço de linho umedecido em álcali, enxugando e dando brilho. Essa jóia, quando não muito suja, poderá simplesmente ser polida com camurça.

Prata — Dá-se polimento com gesso-cré (branco de espanha) misturado com um pouquinho de amônia e álcool. Se as peças forem pequenas e houver dificuldade em retirar o pó de cré, lavam-se bem com água e sabão, deixando secar em serragem de madeira. Depois, escovar bem para retirar qualquer partícula que tenha aderido. O Objetos pequenos de prata podem ser limpos com pasta de dentes com leite de magnésio, depois de secos, dar brilho com flanela. Se as jóias pequenas estiverem muito sujas, basta deixá-las mergulhadas , por no mínimo 2 horas, na mistura de ½ xícara de chá de vinagre branco e 2 colheres de sopa de bicarbonato de sódio, deixando a xícara tampada. Depois, esfregar com uma toalha macia.

Jóias muito trabalhadas podem ficar de molho apenas em álcool e depois secar com camurça. Se a peça estiver embaçada ou escura, o brilho pode ser obtido com água saponácea, se estiver enegrecida, banhe-a na água com hipossulfito de sódio, deixando por 15 minutos. Enxaguar e dar brilho com camurça.

Turquesas — Nunca lavá-las com detergentes, usar apenas água ou um pouquinho de álcool. Isso será suficiente para limpá-las quando muito sujas. Se perderem o tom azul, mergulhe-as por meia hora em amoníaco, depois, enxaguar em água corrente.     

 

Ana Lima, jornalista

 

Esta página é parte integrante da Revista Rio Total