Ano 16 - Semana 822
 



Outras REFLEXÕES


 

Casa
Comportamento
Curiosidades
Estilo
Informação
Pensamentos
Saúde
Sorria 



 

      14 de janeiro, 2013
---

Hora de Valorizar Suas Qualidades


Lair Ribeiro


Quais são suas qualidades? Quais são seus talentos? Se você nunca parou 
para pensar nisso, está perdendo uma boa chance de melhorar na vida.


Tem gente que pede: “Ah, meu Deus, gostaria tanto de ter um talento!”. E fica se lamentando por não ter talento para algo que almeja. Primeiramente, é bom lembrar que talento é 10% de inspiração e 90% de transpiração. É suar a camisa.  

Imagine que você esteja assistindo ao concerto de um grande pianista. Ele emociona a todos com seu talento, é um mestre em sua arte. Será que, um belo dia, esse grande artista sentou-se ao piano e começou a tocar? Claro que não. Ele estudou e praticou durante anos e anos. Gênios que impressionam desde crianças, como Mozart, são raríssimos e, mesmo assim, se não trabalharem muito para desenvolver seu talento, chegarão à fase adulta sem deixarem de ser “criancas precoces”.

Mas isso não significa que uma pessoa não possa se destacar em qualquer atividade, desde que a pratique. Você traz consigo, em sua própria estrutura genética e cerebral, facilidades maiores para algumas coisas e menores para outras. Essa facilidade não basta se você não a desenvolver. E o ideal é capitalizar naquilo em que você é bom, porque as chances de sucesso serão muito maiores.

No livro “O Sucesso não Ocorre por Acaso”, há um desenho representando dois esportista famosos: Shoemaker, o jóquei que ganhou o maior número de competições profissionais no turfe mundial, e Chamberlain, grande jogador de basquete.

O jóquei Shoemaker, com menos de 1,50 metro, parece um anão ao lado de Chamberlain, que tem 2,20 metro. Imagine um sujeito com 1,50 metro querendo jogar basquete: ele pode praticar 24 horas por dia e nunca será um grande jogador de basquete. Simplesmente porque não tem altura para esse esporte. Agora imagine um sujeito grande como Chamberlain querendo ser jóquei. Coitado do cavalo! Na hora da corrida, talvez nem conseguisse sair do lugar.

Acontece que existe muito jóquei querendo jogar basquete e muito jogador de basquete querendo ser jóquei. Procure saber que atividades você faz com prazer. É nessas coisas que você deve capitalizar.

 


 

Direção e Editoria
IRENE SERRA