O SACO DE PREGOS
      


Havia um garotinho que tinha mau gênio. Seu pai lhe deu um saco cheio de  pregos e lhe disse que cada vez que perdesse a paciência batesse um prego na cerca dos fundos da casa.

No primeiro dia, o garoto havia pregado 37 pregos na cerca. Porém, gradativamente, o número foi decrescendo. O garotinho descobriu que era mais fácil controlar seu gênio do que pregar pregos na cerca.

Finalmente chegou um dia em que o garoto não perdeu  mais o controle sobre o seu gênio. Ele contou isso a seu pai, que lhe sugeriu que tirasse um prego da cerca por cada dia que fosse capaz de se controlar. Os dias foram passando até que, finalmente, o garoto pôde contar a seu pai que não havia mais pregos a serem retirados.

O pai pegou o garoto pela mão e o levou até a cerca. Ele disse: - Você fez bem, garoto, mas dê uma olhada na cerca. A cerca nunca mais será a  mesma. Quando você diz coisas iradamente, elas deixam uma cicatriz como esta. Você pode esfaquear um homem e retirar a faca em seguida, e não importando quantas vezes você diga que sente muito, a ferida continuará ali.
Uma ferida verbal é tão má quanto uma física.

 

Amigos são uma jóia rara, realmente. Eles nos fazem sorrir e nos encorajam a ter sucesso. Eles sempre nos ouvem, têm uma palavra de apoio e sempre querem abrir seu coração. Mantenha isto em mente antes de falar contra alguém.
                 

 

Enviado por Ivan Tabuada
 

Clique aqui e leia outras reflexões

Rio Total