D. Helder Câmara

 

ENVELHECER - VELHOS VINHOS

Agora que a velhice começa preciso aprender com o vinho a melhorar envelhecendo e sobretudo a escapar do perigo terrível de, envelhecendo, virar vinagre.

É tão importante saber envelhecer!
Saber descobrir o encanto de cada idade. Sem dúvida, há limitações que a velhice traz. Mas feliz de quem envelhece como frutas que amadurecem sem travo...

Feliz de quem envelhece por fora, conservando-se em compreensão para com tudo e para com todos, caminhando, sempre mais no amor de Deus e no amor do próximo...

Quem conserva acesa a sua chama, quem mantém entusiasmo pelo que faz, quem sente razões para viver, pode ter o rosto cheio de rugas, e a cabeça toda branca, é jovem!

Quem não entende a vida, e não descobre a razão para viver e não vibra, não se empolga, pode ter vinte anos, mas já envelheceu.

... Qualquer que seja sua idade, guarde estes pensamentos:
- o importante não é viver muito ou pouco, mas realizar na vida o plano para o qual Deus nos criou. As rosas, a rigor, vivem um dia. Mas vivem plenamente porque realizam o destino de graça e de beleza que vêm trazer à Terra.

- se sentirem que os anos passam, e a mocidade se vai, peça, a Deus, para si e para os que se tornam menos jovens, a graça, de envelhecendo, não azedar, não virar vinagre.


 

Clique aqui e leia outras reflexões

Rio Total