ADMINISTRANDO O ESTRESSE

 

Existem várias maneiras de se reduzir o nível de estresse, sendo que o primeiro passo é aprendermos a reconhecer uma crise e identificar as causas principais:

- Não remoa fatos passados, não carregue culpas e ressentimentos, não desenvolva a compaixão e sim o perdão pelos seus erros e compreenda que erros são grandes fontes de aprendizado. Ame-se e perdoe-se.

- Não se preocupe (preocupação é igual a preocupar a mente) com fatos futuros que estão além do seu controle. Analise os problemas com objetividade um de cada vez, à medida que chegam. Faça uma lista de suas preocupações, elas ficam menos assustadoras e permitem que você as veja com mais clareza.

- Leia atentamente a sua lista de problemas antes de dormir, beba meio copo de água e entregue-se ao seu inconsciente, para que ele o ajude a encontrar as melhores soluções. Confie os seus problemas a amigos e familiares, discuta o mais abertamente possível os problemas em família para que, juntos, encontrem soluções.

- Evite o uso de tranqüilizantes e medicamentos que provoquem dependência; eles não resolvem os problemas e criam novos para você.

- Descanse regularmente: 15 minutos de relaxamento durante o dia de trabalho renovam suas forças.

- Mantenha uma rotina diária para criar mais sensação de segurança.

- Planeje o dia-a-dia. Estabeleça uma lista de prioridades. Rejeite prazos e tarefas impraticáveis. Seja realista, não assuma um número exagerado de compromissos. Seja viável consigo mesmo.

- Alivie as tensões com exercícios físicos moderados e sem competição; andar é muito bom. Os exercícios regulares ajudam a liberar as tensões e emoções, a dormir melhor e relaxar. Tire férias ou faça programas de descanso e lazer, pois estes diminuem a tensão e clareiam a vida.

 

Colaboração: Zury e Thereza
Fonte: Encontro de Casais da Paróquia Sta. Maria Margarida

 

         
Esta página é parte integrante da Revista Rio Total