Mariana Timóteo da Costa


Guia de saúde da terceira idade
Em seu ano internacional,
o idoso ganha um programa
que retarda os sintomas da velhice



Mil novecentos e noventa e nove foi, de acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ano Internacional do Idoso. Os avanços na área da geriatria nunca foram tão grandes. Especialistas em todo o mundo pesquisam superdrogas capazes de combater doenças senis, como diabetes, colesterol elevado, mal de Alzheimer e osteoporose.

Enquanto as fórmulas milagrosas não chegam, médicos insistem na importância da prevenção. Foi lançado no mês passado nos EUA o guia Reverse aging! (reverta o envelhecimento) – um programa de 26 semanas, vendido em supermercado por menos de três dólares, com dicas para retardar os sintomas da velhice. “O objetivo é mudar completamente o hábito de vida de qualquer pessoa, graças às melhorias que elas vão sentir durante o período”, explica o traumatologista brasileiro Bernardino Santi, especialista em terapia anti-aging.

Cuidados como manter uma dieta pobre em gorduras e rica em vitaminas e fibras, com ingestão de bastante água mineral, praticar exercícios físicos, não fumar e saber administrar o estresse são fundamentais. Engana-se quem pensa que precisará, então, tomar uma enorme quantidade de cápsulas de vitaminas. “A maioria dos nutrientes que nos ajudam a não ficar doentes é facilmente encontrada o nos alimentos”, diz o guia.

O plano de 26 semanas é fácil de ser seguido pelos brasileiros. O Brasil, aliás, será em 25 anos o sexto país mais idoso do mundo, com 32 milhões de pessoas com mais de 60 anos, segundo dados da OMS. Basta anotar numa tabela diária tudo o que é ingerido, as atividades que são praticadas, peso, pressão, emoções, estresse, notas pessoais, etc.

Além dos cuidados físicos, aprender a relaxar é muito importante, pois o fator emocional contribui muito para o envelhecimento. É ele que vai equilibrar o lado físico na hora das dificuldades.

Programa de 26 semanas:

• Peça a alguém para tirar uma foto sua antes de iniciar o programa.

• Estabeleça um plano de nutrição semanal: tire a pele da galinha, coma fibras, tome leite desnatado. Anote tudo o que você come e bebe.

• Planeje por semana os exercícios. Ande três vezes por semana durante 15 minutos. Aumente devagar e progressivamente o tempo e a freqüência das caminhadas.

• Defina metas semanais. Exemplo: fazer aula de dança, economizar dinheiro, escrever para um amigo.

• Controle o estresse. Tente exercícios de relaxamento, meditação, ioga, um passeio na praia.

• Fortaleça o sistema imunológico. Ele depende de basicamente de três coisas: dieta adequada, exercício e combate ao estresse. Vitaminas, sucos de laranja e caminhadas são aconselháveis.

• Veja seu peso só uma vez por semana e anote na tabela. Subir na balança todos os dias desanima qualquer um.

• Tire seu pulso uma vez por semana, em estado relaxado e durante o exercício. Aperte um dos pulsos com dois dedos da mão. Conte o número de vezes que ele bate em 10 segundos e multiplique o valor por seis. Para calcular, subtraia sua idade de 220. As batidas ideais ficam entre 70% e 85% desse valor.

• É bom checar pressão, triglicerídeos, colesterol, glóbulos brancos e esforço antes de começar seu programa anti-envelhecimento. O procedimento deve ser repetido ao final de três e seis meses de programa.

• Na metade e no fim do programa, não avalie apenas a tabela, mas faça exames e tente perceber como você está se sentindo, o que mudou em sua vida.


Fonte: O Dia

 

 Outros assuntos sobre saúde

  

Sua matéria será bem-vinda em  feliz-idade@riototal.com.br
 

Editoria e Direção
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br