Ano 12 - Semana 635

 

CUIDANDO DAS PLANTAS
ARQUIVO



 

       06 de junho, 2009
---

Abacaxi Ornamental
(Ananás)

abacaxi ornamental


O abacaxi ornamental adapta-se muito bem ao cultivo em vasos e transforma-se numa planta surpreendentemente vistosa, se receber os cuidados adequados. Entretanto, não fornecerá frutos grandes e comestíveis. Os abacaxis para consumo são espécies de crescimento muito lento, com folhas rijas, de bordos serrilhados ou lisos, verde-escuras e bem compridas, atingindo 1,2 m.

O ananás é uma planta grande, em formato de roseta, com folhas longas, rijas e arqueadas, apresentando densas cabeças de flores púrpuras bem vivas. Depois de cerca de seis meses que as flores aparecem, surgem os frutos. Mais vistosos do que os abacaxis comuns são as espécies variegadas, que possuem folhas profundamente caneladas, de colorido verde e bordos amarelo-esbranquiçados. As plantas adultas florescem espontaneamente, em qualquer época do ano; o fruto maduro assume uma coloração avermelhada.


Primavera e verão

O abacaxi ornamental necessita de uma temperatura acima de 15°C e de muita luz: quanto mais sol, melhor. No caso do ananás variegado, a luz solar ajuda a produzir a pigmentação rosada nas folhas. Regue com regularidade, mas evite encharcar o composto, deixando-o quase secar entre as regas. Pulverize, com freqüência, bastante água em volta do exemplar e coloque o vaso sobre um prato forrado com seixos molhados, para suprir a planta da umidade necessária, durante o calor.
Adube com fertilizante líquido, a cada três ou quatro semanas, desde o fim de setembro até abril.
Suas raízes são bem superficiais e a espécie precisa ser replantada todos os anos. Utilize uma mistura de terra argilosa, turfa e areia grossa. Uma vez que as plantas grandes tornam-se muito pesadas, encha o fundo do vaso com cascalho grosso, para contrabalançar.


Outono e inverno

Muito resistente, o abacaxi ornamental agüenta bem os meses frios, desde que protegido de ventos gelados e de geadas. A planta cresce o ano todo. Entretanto, durante o inverno, o desenvolvimento se dá em ritmo mais lento, exigindo menos regas e adubação apenas de oito em oito semanas. Não deixe a planta secar e dê-lhe um pouco de umidade, senão as folhas poderão perder todo o seu viço.


Propagação

Durante a primavera remova os ramos ladrões em volta da base da planta-mãe. Plante-os individualmente. Se as mudas receberem bastante calor e umidade, em dois anos estarão florindo e frutificando.
Outro método fácil constitui-se no enraizamento da coroa dos abacaxis. Escolha um fruto bem folhudo e sadio; corte, com cuidado, a coroa juntamente com uma pequena parte da polpa. Retire as folhas inferiores e coloque a coroa no gargalo de uma jarra d'água, de maneira que a base toque a superfície da água ou fique ligeiramente submersa. Complete sempre a água para que mantenha-se o mesmo nível. Dentro de uma ou no máximo duas semanas, devem aparecer as raízes. Quando já tiverem uns 2 cm de comprimento, plante a coroa em um composto semelhante ao já indicado.
Outro método, ainda, é deixar a coroa secando por cinco ou seis dias, até a base estar totalmente seca; depois, apenas firme-a sobre o composto (não a enterrando), regue bem e mantenha em local bastante iluminado, a uma temperatura de 21°C.

Ananas variegataAnanas comosus, o abacaxi comestível, tem folhas em lança, serrilhadas, que atingem 1,2m ou mais.
O A. comosus variegata, é mais vistoso, apresentando folhas um pouco menores, de cor verde, branca, amarela ou rosada. Possui flores vermelhas, que desabrocham no fim de uma longa haste.
A. ananasoides var. 'Nana', planta anã muito interessante, tem folhas verde-escuras, alongadas, que atingem até 45 cm. Produz fruto não-comestível, verde-escuro, com cerca de 2 a 5 em. Vários rebentos aparecem em volta da base.
A. bracteatus leva oito anos para atingir 1,2 m. Esporadicamente produz flores arroxeadas que dão origem a grandes frutos comestíveis, amarronzados.
A. bracteatus striatus é semelhante mas destaca-se por suas folhas largas, verde-escuras, com os bordos marcados por uma listra amarela e cheia de espinhos vermelhos.


Problemas & Soluções

A família das bromeliáceas é sempre de fácil cultivo, não apresentando problemas com pragas ou doenças. Quando a planta não se desenvolve, verifique as informações sobre seu cultivo.

 


Direção e Editoria
Irene Serra