-

Tempo de Natal


Luiz Carlos Amorim


Natal.
Novamente Natal.
Eu cresci e o Natal perdeu o encanto...
Festa artificial, cumprimentos vazios,
não mais a ansiedade pelos presentes,
só a preocupação com o presente
e com a incógnita que é o futuro.

Será que o Natal
é só brinquedo de criança,
árvore enfeitada, festa?
O Natal das crianças continua,
com Papai Noel, presentes e doces,
porque a criança é pura
e delas é feito o Natal...

E o meu Natal?
Acabou,
só porque não sou mais criança?
Não, o Natal não acabou.
Apenas esquecemos que o Natal
é o aniversário de Cristo,
que veio para trazer fé
e esperança ao mundo,
que morreu para selar um pacto
de amor à humanidade.
Ele morreu,
mas continua mais vivo do que nunca,
basta que queiramos.

Que Ele esteja com você, neste Natal.
E você com Ele.
O seu Natal
será muito mais Natal, então.
Ressuscite-o dentro de você
E far-se-á o Natal...



lc.amorim@ig.com.br