-

Dezembro


Marciano Vasques


Quando vi óleo no mar,
                           Fogo nos verdes,
                                       e esgoto nos rios
Pensei
(todos) Lá vai a vida minha
                           Lá vai, lá vai, lá vai (repetir )

Quando vi a natureza
              banhada com o sangue
                            do indefeso animal;
                            Peixes e florestas morrendo
Pensei
(t) Lá vai a vida minha
                           Lá vai, lá vai, lá vai. (bis)

Quando vi a escura nuvem
               saltando da chaminé
                               e as luzes despedaçadas
                                                despencando no insensato abismo
                                                                                      da intolerância
Pensei
(t) Lá vai a vida minha
                           Lá vai, lá vai, lá vai. (bis)

Quando vi, na fria cidade,
                o vento bailarino ensaiando um hino
                                  nos cabelos do menino     
                                                   que estendia a mão 
                                                                        para a indiferença 
dos homens apressados...
                e a menina falando de amor
                                  para quem nem sabe mais do que se trata ...

Quando vi a fome traindo
                o ideal de uma gente forte
                                  e através da lona rasgada do grande circo
                                                          vi estrelas mudas e sem brilho
Pensei
(t) Lá se foi a vida minha
                       Lá se foi, lá se foi, lá se foi. (bis)

Mas...
            Quando vi dezembro chegar
                              no meu coração,
                                                trazendo vontade de abraços,
                                                                  guirlandas anunciando 
                                                                                        um sonho de paz
E rastros e astros
             vagando em luzes sobre a cidade

Pensei
(t) Assim é a vida minha
                        Assim, assim, assim. (bis)

Crianças felizes, respeitando animais, e os verdes e o azul ...
Assim, assim, assim.
                      Assim, assim, assim.


marcianovasques@gmail.com