-

Natal


Sara Ramirez Vicencio


Lembro
Quando éramos crianças
Nossa mãe dizia: portem-se bem
Está chegando o NATAL
Vou deixar os sapatinhos
Do lado de fora da janela
Para que Papai Noel
Coloque neles presentinhos.

Papai Noel
Nunca lembrava de mim
Pensava: sempre me porto bem
Ajudo minha mãe, cuido dos manos.
E triste chorei... chorei...
No cruel Papai Noel
Não queria mais acreditar
Não queria seus presentes
Nem dele queria lembrar.

Hoje aos noventa anos
Ainda vejo os sapatos
No lado de fora da janela.
Meus irmãos batendo palmas
Em alegre sentinela.


Sara Ramirez Vicencio, in memoriam