Ano 13 - Semana 685



 ARQUIVO dos
Pontos Turísticos


 

         22 de maio, 2010
---

Angra dos Reis,
minha eterna poesia

Angra dos Reis

     Dayse Moraes

 

Para falar de Angra dos Reis, só com poesia.

Em Angra, é a natureza que dá as boas vindas.

Angra dos ReisEntre o mar e a montanha, um espetáculo de cores e luzes, onde parece que o Criador desenhou contornos e pintou paisagens, com tanto carinho que, ao final, fez uma obra prima...

É só chegar, deitar os olhos sobre o mar azul e começar a sentir os efeitos de todas as magias que envolvem aquele lugar.

Terra do contraste entre o intenso verde da Mata Atlântica e todas as nuances do azul espalhadas por suas praias e recantos cheios de beleza.

Em Angra dos Reis é fácil poetizar a vida.

Mar manso, sol, 8 baías, 365 ilhas e 2000 praias.


Angra dos ReisEntre o Rio de Janeiro e São Paulo, os segredos de um paraíso...

Espetáculo onde a natureza se mostra tão exuberante que em certos momentos dá a impressão de pertencer ao imaginário e maravilhoso mundo dos sonhos...

Angra é de todos que chegam lá. De povo hospitaleiro, que acolhe de braços abertos seus visitantes.

É só chegar, tomar um banho de mar, relaxar e ouvir as histórias de pescadores e piratas que trazem para a atmosfera o encanto do mistério e a simplicidade da vida.


Angra dos ReisAngra é uma das mais antigas cidades do Brasil.
As terras do município foram descobertas oficialmente pelo navegador André Gonçalves, em 06 de janeiro de 1502, dois anos após o descobrimento do Brasil. Os colonizadores só chegaram em 1556, fixaram-se junto a uma enseada e criou-se ali um povoado. Tornou-se vila em 1608 recebendo o nome de Vila dos Reis Magos da Ilha Grande e a elevação à cidade de Angra dos Reis, deu-se em 1853.


É muito fácil chegar à Angra. Saindo do Rio de Janeiro e iniciando pela Av. Brasil, depois seguindo pela rodovia Rio-Santos, na altura do quilômetro 155 basta dar uma olhadinha que já é possível vislumbrar a magnitude da Ilha Grande e a opulência do profundo mar onde os olhos se perdem.

Outra opção é seguir pelo túnel Dois Irmãos, Barra da Tijuca, Recreio dos Bandeirantes, Santa Cruz e Rio-Santos.

Angra dos Reis

Rica em atrativos culturais, traz para a atualidade a imagem da história do Brasil estampada em seus prédios e construções seculares. Posso citar como exemplos: Con- vento de Nossa Senhora do Carmo e Capela da Ordem Terceira, Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, Edifício do Paço Municipal, Vila de Mambucaba entre muitos outros. Um verdadeiro passeio pela história, além do desfrutar da beleza das praias, ilhas e cachoeiras...


Não é possível falar de Angra sem reverenciar a Ilha Grande. Paraíso ecológico que apresenta diversidade biológica em suas matas e litoral, única em todo Brasil. Quase 200 quilômetros quadrados de belezas contendo aproxima-damente 106 praias, ora mansas e transparentes, ora bravias e profundas, características de mar aberto.
Ilha Grande, da famosa Lagoa Azul, com suas grutas e águas misteriosas que parecem brincar com os reflexos da luz do sol. Da Mansão do Morcego, Farol dos Castelhanos, Ruínas do Lazareto e as Ruínas do Antigo Aqueduto.

Angra dos Reis, que traz à tona nossos mares interiores.

Angra dos Reis, fonte inspiradora dos versos de Renato Russo...

Angra dos Reis, onde repouso meus olhos, mergulho em meu mar ouvindo os sussurros das ondas, encontro com a paz, com meus sonhos e faço de minha vida uma constante poesia...


 
Dayse Maria Moraes



Você conhece algo interessante sobre o Rio?
Envie o texto que publicaremos.


Direção e Editoria
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br