Ano 16 - Semana 810

 

 ARQUIVO dos
Pontos Turísticos
e Históricos

Síntese geográfica da Cidade do Rio de Janeiro


Hino da Cidade

Mapa do Estado do
Rio de Janeiro




Invista em cultura!

       26 de outubro, 2012
---

Andança da Nossa Catedral

Jorge Mitidieri

E a nossa Catedral, como passeou pelo Rio até se colocar definitivamente onde hoje está...

A Catedral Metropolitana do Rio de Janeiro, criado o Bispado do Rio de Janeiro, é datada de 21 de novembro de 1676, por Bula do Papa Inocêncio IX.

Naquela ocasião, a Igreja de São Sebastião, situada no alto do Morro do Castelo, foi elevada à categoria de catedral até 1734. Nessa época, o templo já se achava em precárias condições, e mudou-se para a Igreja Da Cruz dos Militares. Foi breve a sua estada, pois no ano de 1737 transferiu-se para a Igreja do Rosário, na rua do Cano (Uruguaiana) onde ficou até 1808, quando foi escolhido um outro local, para então se construir a Sé. Esse local foi escolhido, e ficou assentado que o templo seria construído no largo situado no fim da rua do Ouvidor – Largo da Sé Nova – Largo do São Francisco de Paula. O terreno é aquele onde está a Escola de Engenharia. A primeira pedra fundamental foi lançada em 20 de janeiro de 1749 – dia de São Sebastião.

Foi de grande pompa o lançamento, pois lá estiveram presentes o Bispo, membros da Câmara, da Nobreza, do Clero, Irmandades Religiosas e o povo, pois imaginem o quanto foi badalado um acontecimento desse uma vez que pouco se tinha que fazer na cidade. As obras pararam por falta de verbas - até as torres já estavam concluídas, mas tudo foi paralisado.

Com a vinda da família Real para o Brasil, ela teve que se alojar no Convento do Carmo na Praça XV, desalojando os do Carmo, muito a contra gosto. Ao lado havia uma capela de N.S. do Carmo, que passou a ser Capela Real para a “Celebração dos Ofícios Reais”. Era uma pequena Igreja, baixa, toda branca, não havia sinos e os religiosos se serviam do campanário do Convento. Essa Igreja foi primeiramente uma Ermida sob a invocação de N.S. do Ó. Foi transformada em Capela Real e elevada à condição de Catedral (1808), e nela foi batizada e casaram-se Dom Pedro e Dona Leopoldina de Habsburgo e se sagraram e foram coroados os dois Imperadores.

Com o desmonte do Morro de Santo Antônio, houve a doação de um terreno para a nova Catedral da Cidade. Em 20 de janeiro de 1964, foi lançada a pedra fundamental para sua construção e inaugurada em 1976. Como se observa, foi um belo passeio, até se fixar em local definitivo.
 

Do livro Contos e Contos,
 de Jorge Mitidieri,
professor e agente de turismo
j.mitidieri@terra.com.br

 



Você conhece algo interessante sobre o Rio?
Envie o texto que publicaremos.


Direção e Editoria
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br