ROSPO CONVERSANDO COM...




— Não gosto de ler! — disse o amigo para o Rospo.

— Ler é bom, meu caro. Amplia o vocabulário, fortalece e amplia o poder de reflexão...

— Mas não gosto de refletir, Rospo! Gosto de ser refletido... quando me olho no espelho ou num lago...

— Compreendo! Nem jornal?

— Nada! Leitura é muito chata! O tempo que se perde lendo...

— Leitura vem de leite, leite da alma... Uma abundância de leite, uma leitura.

— Não gosto! Não gosto mesmo, Rospo! Nem de cinema. Detesto ambientes fechados...

— Mas a tela do cinema abre outros mundos...

— Rospo, não quero saber de nada! Quero ficar na minha.

— Tem um blog? Tem facebook?

— Odeio Internet! Rede Social? Quero é uma rede para dormir...

— Bem, tchau! Vou indo...

Rospo segue em frente e o celular toca.

— Sapabela! Olá!

— Por onde andava, Rospo?

— Estava agora há pouco conversando.

— Com quem?

— Com um estacionamento.



09 de setembro, 2011
Ano 14 - N° 752