Ano 20 - Semana 1.045

 

 
   
ARQUIVO

 

 


CREMERJ
Praia de Botafogo, 228 Botafogo - CEP: 22359900 Telefone: (21)
2559-0018, 2559-3899
E-mail:
www.cremerj.com.br/
 


CRO-RJ
R. Araújo Porto Alegre 70, 4º e 5 andar
Castelo - CEP: 20030015
Tel: (21) 2533-7173
www.cro-rj.org.br
 

 

class=



15 de setembro, 2017

Zumbido

Percepção sonora nos ouvidos ou na cabeça,
sem haver uma fonte externa que gere este som


O zumbido é um sintoma que pode indicar a existência de uma ou mais doenças e problemas relacionados ou não com os ouvidos. O diagnóstico só é possível a partir de uma investigação minuciosa que começa com uma consulta a um médico otorrinolaringologista. “Depois de conhecer as causas, o tratamento mais adequado é indicado, levando em consideração as características de cada paciente. É de extrema importância um tratamento com abordagem interdisciplinar, que envolva especialistas de diferentes áreas, devido à abrangência das causas deste barulho tão incômodo”, ressalta a otorrinolaringologista Rica de Cássia.

O problema pode atingir pessoas de qualquer idade, mas predomina na população idosa, sendo que um terço das pessoas com mais de 65 anos sofrem com o zumbido. Problemas de audição, doenças do ouvido – denominadas otológicas -, problemas cardiovasculares, metabólicos, hormonais, neurológicos, psicológicos, vasculares, musculares, odontológicos e até o uso de remédios e drogas podem desencadear o zumbido. Hábitos sedentários e alimentação inadequada, como o fumo e o consumo em excesso de açúcar, sal, cafeína e chás também estão entre os principais responsáveis pelo sintoma.br>
Segundo Gerson Köhler, ortodontista e ortopedista facial, o bruxismo, apertamento de dentes, somatização por estresse, dores tensionais de cabeça e no ouvido e alterações da intensidade do zumbido podem ser um sinal de que a causa pode - também - ser odontológica. “O excesso de força empregado pela musculatura facial, a maneira como a boca se fecha e o dentes se contactam podem influenciar o zumbido, podendo ser a causa ou um fator que piora ainda mais a situação. Ao todo são mais de 200 fatores que podem causar ou influenciar o problema”, destaca.


GAPZ

O Grupo de Apoio a Pessoas com Zumbido de Curitiba (GAPZ) tem a missão de informar e atualizar as pessoas sobre o que é, as causas, consequências e tratamentos para o zumbido, visando melhorar a qualidade vida e dar esperança a quem sofre com o problema.

As palestras contam com especialistas de diversas áreas como médicos otorrinos, odontologistas, fonoaudiólogos, psicólogos e fisioterapeutas, que dão orientações e esclarecem as dúvidas dos presentes.

Os encontros do GAPZ acontecem todas as primeiras sextas-feiras do mês, no 5º andar do anexo B do Hospital de Clínicas da Universidade Federal do Paraná, a partir das 14 horas. O evento é aberto para qualquer pessoa, a entrada é gratuita e quem quiser colaborar pode fazer a doação de um produto de higiene pessoal. Mais informações podem ser obtidas através do fone (41) 3225-1665.
.

 


Direção e Editoria
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br