Ano 11 - Semana 566


Importante:

Qualquer pessoa que sofra de paralisia, câncer,  lepra, AIDS e um série de outras doenças incapa-citantes, seja total ou parcialmente, tem direitos a isenções de impostos,  taxas, desconto no preço para compra de carros adaptados, passe  livre em metrô e transporte coletivo, remédios gratui-tos.

Entre os direitos que po-dem ser requeridos estão:
- Aposentadoria integral (mesmo sem contar com o tempo necessário  de contribuição ao INSS)
- Isenções de IR; CPMF; ContribuiçãoPrevidenciária
- Se houver deficiência física: isenção de IPI; ICMS; IOF e IPVA
- (isenção VITALÍCIA de IPVA) na compra de carro especial, ou adaptado. O preço do carro, nesses casos, cai em 30%. (trinta
por cento).
- Direito ao saque total de FGTS e fundos PIS ou PASEP.
- Direito da quitação de valor financiado (anterior à doença) para compra de imóvel.
- Atendimento médico domiciliar
- Remédios gratuitos; etc.

 


 

 

   02 de fevereiro, 2008
 

Na Ponta da Língua

Órgão revela sinais de anemia e diabetes

Adriana Vieira


Abra a boca e mostre a língua. Quem nunca ouviu essa frase em uma consulta médica? Isso porque, além de participar de funções vitais - da fala e da deglutição - a língua pode revelar sinais de doenças como anemia e diabetes.

A «língua careca», quando as papilas descamam e ficam lisas e avermelhadas, pode representar uma anemia por deficiência nutricional ou por perda crônica de sangue. Uma língua com candidiase - o chamado sapinho, que provoca placas brancas - em adultos pode indicar um quadro de diabetes.

«Na língua, podem aparecer manifestações de uma doença sistêmica, que está acometendo todo o organismo. As afecções na língua também podem estar relacionadas à situação de vida da pessoa, como o estresse», afirma o cirurgião-dentista Luciano Lauria Dib, chefe do departamento de estomatologia do Hospital do Câncer.
Um exemplo é a afta, que aparece em geral nas laterais e embaixo da língua. Segundo Dib, a pessoa estressada costuma trincar os dentes e morder a língua, e esse traumatismo pode desencadear o aparecimento dessa lesão.
«Não se sabe exatamente as causas da afta, mas se vê mais freqüentemente em mulheres e em pessoas com estresse emocional, como os estudantes em época de provas», afirma a otorrinolaringologista Cleunice Hirata, chefe do setor de estomatologia do Hospital São Paulo.
Uma afta pode cicatrizar de sete a dez dias. Caso contrário, a pessoa deve procurar um especialista, que pode ser um dentista, para diagnosticar o problema.
«Uma afta não vai virar um câncer, mas há pessoas que apresentam um quadro tão grave de estomatite aftosa que não conseguem falar e se alimentar direito. Há medicamentos, como o corticóide, que podem aliviar o problema», afirma Dib.

O câncer de língua é um dos mais comuns na boca. Em geral, os primeiros sintomas são ignorados porque não causam dor. Surgem manchas brancas ou avermelhadas ou pequenos nódulos.
«Se for diagnosticado na fase inicial, há de 70% a 80% de chance de cura. Entretanto, a maioria dos casos que chegam aos hospitais estão em estágio avançado», diz Dib.
Substâncias como o cigarro e o álcool aumentam o risco de câncer na língua. Outra forma de preveni-lo é fazer um auto-exame a cada quatro meses em frente ao espelho para verificar se há nódulos ou manchas na língua.

Para manter uma língua saudável, os especialistas aconselham uma boa higienização - escová-la diariamente sem pasta de dente e fazer bochechos semanais com anti-sépticos - consultas periódicas ao dentista e uma alimentação rica em vegetais e frutas.
«Os alimentos fibrosos são importantes porque fazem uma escamação natural da língua, uma limpeza natural, evitando assim que acumule substâncias nas papilas», explica Cleunice.
 

 


    Direção
    IRENE SERRA
     irene@riototal.com.br