Ano 9 - Semana 464

 

Teoria do toque:
O toque físico não é ape-nas agradável. Ele é ne-cessário. A pesquisa cien-tífica respalda a teoria de que a estimulação pelo toque é absolutamente necessária para o nosso bem-estar, tanto físico quanto emocional.
O toque terapêutico, reco-nhecido como uma ferra-menta essencial para a cura, constitui agora parte do treinamento dos profis-sionais de enfermagem, em vários grandes centros médicos.
O toque é usado para ajudar a vontade de viver dos pacientes; para ajudar bebês prematuros - que ficaram privados do toque materno nas incubadeiras.
Vários experimentos de-monstraram que o toque pode:
- Fazer-nos sentir melhor conosco e com o ambiente à nossa volta;
- Ter um efeito positivo sobre o desenvolvimento da linguagem e sobre o QI das crianças;
- Provocar mudanças fisio-lógicas mensuráveis na-quele que toca e naquele que é tocado.


 

    18 de fevereiro, 2006
 

Osteoporose
prevenção e tratamento


Doença que provoca o enfraquecimento dos ossos e geralmente é descoberta quando o paciente começa a sofrer muitas fraturas. A doença caracteriza-se por buracos irregulares que aumentam na parte interna do osso, chamada de trabecular. Quando a estrutura do osso é comprometida internamente, uma simples queda ou o próprio peso do corpo pode ocasionar fraturas, principalmente nos ossos da coluna, fêmur e punho.

As mulheres estão mais vulneráveis à doença porque, além de se alimentarem menos que os homens e de terem uma estatura menor, passam pela menopausa, momento em que o organismo pára de produzir hormônios e começa a perder cálcio, substância que o organismo deixa de produzir depois dos 50 anos.

Alguns médicos indicam a terapia de reposição hormonal como forma de amenizar o problema. Mulheres brancas, de pele sardenta, magras, baixas e que não tenham filhos são muito propensas à doença. O embranquecimento precoce dos cabelos pode ser um aviso da possibilidade de osteoporose na terceira idade.


Tratamento

A reposição hormonal é um dos principais tratamentos para a osteoporose. Medicamentos específicos para a reposição de cálcio também são fundamentais. No entanto, o tratamento só dará resultado se for acompanhado de uma dieta rica em cálcio e dos exercícios físicos.


Prevenção

A partir dos 30 anos, é recomendável ter uma atividade física e seguir uma dieta rica em cálcio, encontrado principalmente no leite e seus derivados, em vegetais como brócolis, couve e outras folhas verdes, e nos peixes. Para armazenar vitamina D, que ajuda na absorção de cálcio pelo organismo, recomenda-se óleo de fígado de peixe. Os exercícios indicados são os aeróbicos e as caminhadas ao sol da manhã. Deve-se evitar cigarro, café, bebida alcoólica, mate e refrigerantes, principalmente os dietéticos, pois contêm altas doses de cafeína. Eles podem ser substituídos por sucos de fruta, cafés descafeinados ou chás de erva-doce, camomila e hortelã. Cerveja, além de energética e diurética, também é rica em cálcio.
 

 

 


 


    Direção
    IRENE SERRA
     irene@riototal.com.br