Ano 10 - Semana 517
 


 


 

24 de fevereiro, 2007
 

Obesidade é a principal causa de dores e reumatismos


 
Estudos realizados no John Hopkins Arthritis Center, nos Estados Unidos, apontam que estar acima do peso significa claramente um fator de risco no desenvolvimento da osteoartrite. Enquanto as mulheres obesas têm quatro vezes mais chances desenvolver a doença, especialmente nos joelhos, nos homens o risco é ainda maior, subindo para cinco vezes.

De acordo com a reumatologista Maria Cecília Anauate, do Hospital Santa Paula (SP), a osteoartrite é um dos tipos mais comuns de artrite, estando relacionada, entre outros fatores, com o ganho de peso e idade.

Segundo a médica, já que não há nada o que se fazer com relação ao processo de envelhecimento, a medida preventiva mais eficiente é o combate ao sobrepeso e à obesidade.

“Sendo uma doença inicialmente silenciosa, os primeiros sinais são sentidos nos joelhos. No início, ocorrem microfissuras ainda imperceptíveis em exames radiológicos”, diz Maria Cecília. “A pessoa começa a sentir dor matinal, com dificuldade em sentar e levantar de cadeiras, subir e descer escadas, inchaço local logo após esforço físico e, muitas vezes, crepitação (ruído) nas juntas.”

Atualmente, existe um grande arsenal terapêutico para tratar a osteoartrite de joelhos. “Além de recomendar uma dieta alimentar, buscamos preservar a integridade da articulação. O uso de condroprotetores (sulfatos de glucosamina e condroitina que estimulam a reparação cartilaginosa) é uma boa opção. A aplicação intra-articular de ácido hialurônico, que funciona como um ‘líquido sinovial sintético’, é outra terapia que responde bem no tratamento da osteoartrite de joelhos”, diz a médica.

Segundo a reumatologista, pesquisas estão sendo realizadas na tentativa de se entender a evolução da doença. “O uso de marcadores ósseos tem sido empregado para observar se a patologia está ou não em progressão e qual a gravidade da doença”.

Pesquisa realizada pela Secretaria Estadual de Saúde de São Paulo revelou que um em cada cinco paulistanos, entre 18 e 59 anos, sofre de síndrome metabólica. Com mais de 10 milhões de obesos no país, casos de osteoartrite estão se tornando cada vez mais comuns, sendo a segunda principal causa para afastamento do trabalho, perdendo apenas para as doenças do coração.


 

 


Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe

 



Direção
IRENE SERRA
irene@riototalcombr