Ano 10 - Semana 518
 

Altas doses de vitamina C

Os benefícios da vitamina C quanto à estimulação da saúde se estendem muito além dos conheci-dos em relação à pre-venção e tratamento de resfriados e gripe.
De fato, muitos cientistas confirmaram que esta vitamina é um potente antioxidante e possui pa-pel crucial no suporte da qualidade do sistema car-dio-vascular, ossos, rins,   aparelho respiratório e ou-tros mais.
Infelizmente, as pessoas acreditam que consomem quantidade suficiente de vitamina C se ingerirem entre 60 e 90 mg por dia, a dose recomendada pe-las entidades oficiais co-mo nutricionalmente ade-quadas.
Essas doses servem apen-as para que não falte a vitamina no organismo, isto é, para prevenir sua deficiência, impedindo o aparecimento de escorbu-to, doença causada pela falta da vitamina C.
Entretanto, as doses apenas nutricionais não protegem ou estimulam a otimização da saúde.
O prêmio Nobel Linus Pauling esteve entre os primeiros a reconhecer a importância da suplemen-tação de vitamina C há mais de 30 anos. Desde então, grande parte dos cientistas tem comprovado essas observações apesar de muitos profissionais da área de saúde não se preocuparem em entender o por que destas afirma-ções. Muitos dizem que de nada adianta tomar altas doses de vitamina C pois ela será fatalmente elimi-nada. Forte argumento para o contrário desta afir-mativa está no fato de que, se ela não fosse eliminada, haveria forte sinal de carência absoluta da substância. A elimi-nação após sua ingestão se faz após seu efeito terapêutico de “limpeza do lixo das células”.
(Dr. Sergio Vaisman)

 


 

   03 de março, 2007
 

Como fazer a retirada das marcas de acne?

Quando não tratada, a acne pode deixar cicatrizes
deformantes e inestéticas na pele

 

A acne é uma doença freqüente que atinge muitas pessoas, num grau e período variáveis. Afeta, geralmente, as regiões mais oleosas da pele. “Embora a acne não seja uma doença que envolva risco de vida, ela provoca alterações de cunho psicológico e físico, por isto é preciso diagnosticá-la e tratá-la adequadamente”, afirma o cirurgião plástico, Lecy Marcondes Cabral, diretor da Clínica Integrada de Cirurgia Plástica São Paulo.

O diagnóstico da acne é simples, ao médico cabe encontrar na pele os comedões abertos (cravo preto) ou fechados (cravo branco), pápulas e pústulas (espinhas) e cistos infectados ou não. “Estas lesões, geralmente, estão localizadas na face e no tronco. Dependendo da predominância e localização destas lesões, a acne é classificada em graus, ou gravidade: I, II, III, e IV”, afirma Cabral.

Na puberdade ocorre um aumento da produção de hormônios chamados “androgênios adrenais”, que causam o aumento dos folículos pilosebáceos e o aumento na produção de sebum no rosto, ombros, colo e costas. Este folículo ocluído facilita a ação de bactérias, propionibacterium acnes, que utiliza o sebum como fonte de alimento. “A reunião destes fatores leva ao aparecimento das diversas formas de acne, como comedões abertos e fechados, pápulas, pústulas e nódulos”, explica o médico, que também integra o Colégio Brasileiro de Cirurgiões.

Nos adultos, o estado acneforme é muito semelhante, na aparência, à acne vulgar que atinge os adolescentes, mas com causas distintas. Entre as razões possíveis para o surgimento da doença, existe a reação a alguns tipos de medicamentos. "Os remédios que contém corticóides podem causar uma reação de acne medicamentosa", diz o especialista.

Ainda entre adultos, a acne acomete mais as mulheres, porque, muitas vezes, pode estar associada a disfunções hormonais, típicas de mulheres desta faixa etária, que tomam anticoncepcionais e outros medicamentos com base em hormônios. O médico recomenda que se investigue a causa da acne quando ela surge em uma mulher adulta. "É preciso investigar se existe alguma outra razão que esteja induzindo a acne, como, por exemplo, a presença de ovários policísticos", alerta. O uso de hormônios para melhorar a libido ou a lubrificação genital também pode induzir o surgimento das afecções. "Tudo que contenha hormônios, seja com base em testosterona, estrógeno ou progesterona, pode causar acne. Fórmulas de vitaminas ricas em complexo B são outra razão possível para o surgimento da doença", diz o médico.

Podemos classificar a acne como acne não-inflamatória e inflamatória. “Esta classificação é de grande importância, pois a conduta terapêutica varia conforme o grau de comprometimento. É essencial a orientação de um médico que indique corretamente o tipo de tratamento a ser instituído de acordo com o tipo clínico de acne, para que se obtenha um resultado satisfatório”, recomenda o cirurgião plástico. Através do exame da pele do paciente, o médico saberá prescrever a medicação mais apropriada e a forma correta de utilizá-la.

Retirada de marcas e manchas

Em algumas pessoas, as lesões causadas pela acne são mínimas, quase imperceptíveis e assim permanecem por toda adolescência. Em outras, as lesões tornam-se mais evidentes, perturbando a qualidade de vida e desencadeando ou agravando problemas emocionais. Após a avaliação médica, são prescritos medicamentos sistêmicos e / ou locais, cremes de limpeza da pele e o trabalho de profissionais é indicado no momento apropriado para limpeza mecânica de comedões.

Para tratar a acne, geralmente, são indicados cremes e medicamentos que inibem a produção de sebum. Os medicamentos são aplicados localmente ou via oral, “Quando a pele já apresenta escaras e manchas devido à acne, estas podem ser tratadas com peelings, com a terapia fotodinâmica ou ainda, com a aplicação de laser”, afirma o especialista em Cirurgia Plástica.

A terapia fotodinâmica é a associação de um ácido chamado aminolevulínico (ALA), que é produzido sinteticamente em laboratório, junto com uma fonte de luz, os lasers. O ALA tem a capacidade de ser sensibilizado pela luz do laser, captando seus raios luminosos e provocando várias reações na pele. “Essas reações vão ter diversos efeitos, como a retirada de manchas ocasionadas pela acne e o aumento da produção de colágeno, aumentando a firmeza da pele e diminuindo o tamanho dos poros, deixando a pele com um aspecto mais liso e jovem”, explica o médico.

Em relação à acne, o laser emite um tipo de luz que identifica os poros aonde estão as bactérias que causam a acne, e as destroem, através da emissão de um tipo especial de luz. “O tratamento é rápido, em torno de oito sessões. O paciente não precisa ficar longe do sol, mas tem que usar um protetor solar não-comedogênico (não gorduroso), durante todo o dia”, diz Cabral. De acordo com o médico, os peelings só são indicados para fases posteriores ao tratamento da acne, pois objetivam a retirada de manchas e cicatrizes.

No tratamento da acne

- As limpezas de pele só devem ser feitas por esteticistas bem orientadas e devem visar apenas a retirada dos comedões, usando a técnica manual;

- Em casa, não se deve mexer em espinhas, pois as tentativas domésticas de extração de espinhas podem resultar em inflamações ainda piores, podendo ocasionar pústulas, irritações e até levar à formação de cistos, que só podem ser retirados por cirurgia;

- As máscaras anunciadas pelas esteticistas e pela indústria de beleza pouco funcionam. Estes produtos não têm competência para extrair cravos mais profundos. Só são úteis para quem tem cravos muito superficiais e em pequena quantidade.
 

 


Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe

 



Direção
IRENE SERRA
irene@riototalcombr