Ano 10 - Semana 522
 

Mangava brava
Usada popularmente co-mo fitoterápico, a Lafoen-sia pacari, mais conhecida como mangava brava, trouxe alívio dos sintomas em 74% das pessoas com problemas gástricos. Em 42%, os desconfortos sumiram completamente. Apesar disso, o extrato não foi capaz de erradicar a bactéria Helicobacter pylori, responsável por gastrites, úlceras e tumores no estômago.
(Unifesp)
 

 


 

   31 de março, 2007
 

Dez passos para começar a combater a obesidade



O Dr. Abrão José Cury Jr, presidente do VI Congresso Paulista de Clínica Médica, dá dez dicas para que o obeso se sentir melhor e começar a combater essa doença que abre as portas do organismo para outras doenças.


1. Preocupe-se com sua saúde, mais do que com seu aspecto estético.

2. Não sucumba às promessas de medicamentos mágicos, de dietas milagrosas e equipamentos de ginástica que trabalham por você.

3. Medicamentos com hormônio tireoidiano, estimulantes, inibidores de apetite, diuréticos, laxantes, tranqüilizantes e antidepressivos, usados em conjunto para emagrecer, são prejudiciais à saúde.
Quando unidos a dietas milagrosas são catastróficos. Podem provocar fraqueza, desmaios, palpitação, infarto, redução da resistência, sincopes e mal-estar súbito.

4. Comece passando por uma consulta médica. Através do exame clínico, o médico avalia sua condição física e sua saúde. Só o médico está habilitado a indicar o tratamento adequado para perder peso, o que pode incluir medicamentos.

5. Um profissional da saúde, como um educador físico, deve ser consultado para que indique a atividade física adequada a seu biofísico.

6. Procure uma nutricionista para desenvolver um plano alimentar adequado às suas características e necessidades.

7. No início, sem exageros e respeitando seus limites, a pessoa deve deixar mais o carro em casa e andar mais à pé. Troque o elevador por alguns lances de escadas.

8. Evite alimentos gordurosos, doces e fast food. Nas refeições, prefira legumes, verduras e frutas.

9. Mantenha-se hidratado, através do consumo de água frequentemente.

10. Finalmente, entenda que o importante não é chegar ao peso ideal, mas ficar nele pelo resto da vida. Isso exige a adoção de hábitos saudáveis para sempre.




A obesidade é doença e fator de risco para doenças cardiovasculares, hipertensão, colesterol elevado e diabetes, sendo que até graus menores de sobrepeso podem levar indivíduos susceptíveis a desenvolver doenças. Mesmo que o obeso esteja com seu colesterol controlado, não tenha diabetes, nem hipertensão, assim como outros problemas, a tendência é que venha a desenvolver alguma dessas doenças no futuro.

Estima-se que, no Brasil, cerca de 40% da população está acima do peso ou é obesa. A obesidade é reconhecida pela Organização Mundial de Saúde (OMS) como doença grave, que atinge proporções epidêmicas no mundo.
 

 


Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe

 



Direção
IRENE SERRA
irene@riototalcombr