Ano 11 - Semana 577





Adoçantes à base de sacarina
Pesquisa recente da Universidade de Purdue, em Indiana (EUA), indicou que os adoçantes à base de sacarina podem engor-dar mais do que açúcar. Segundo o trabalho, o sabor doce causado pela sacarina, principal edul-corante químico artificial usado em refrigerantes de baixa caloria, provoca no sistema digestivo um estímulo à ingestão de produtos com alto teor calórico. A não ingestão deles desregula o orga-nismo, que pede mais comida ou queima menos calorias. O resultado é um inevitável aumento de peso.

 

ARQUIVO

 

     19 de abril, 2008
 

LARINGE
 

 A laringe é um órgão fibromuscular, situado entre a traquéia e a base da língua, revestida por membranas que dão origem as cordas vocais. Por isso ela é tão importante quando se trata sobre o principal meio de comunicação dos seres humanos: a voz. “O uso abusivo das cordas vocais em conjunto com maus hábitos relacionados a saúde, são a grande causa dos problemas desse órgão”, explica a oncologista clínica Fabiane Kellem, do Centro Especializado em Oncologia e Hematologia – Ceon, de Brasília.

Para alguns, a voz é um dom de Deus que, por nossa sorte, é compartilhada. É o caso da “Diva da Música” Elza Soares, que não mede esforços para cuidar da sua voz inconfundível, rouca, rasgada, de tonalidade extremamente agradável. Exemplo que muitos deveriam seguir sendo artistas ou não. “Desde o começo da minha carreira, não descuido nem um minuto das minhas cordas vocais. Sei que exijo muito delas, por isso levo a sério meu preparo físico. Portanto, minha alimentação é balanceada, baseada em saladas e carnes magras, não fumo, não bebo refrigerante e nem bebida alcoólica”, revela a cantora.

Atualmente, o Brasil está entre os países que têm as maiores incidências de câncer de laringe, ficando atrás apenas da Índia. A incidência é 15 em cada 100.000 homens e 1,5 em cada 100.000 mulheres, segundo dados do Instituto Nacional do Câncer. De acordo com a oncologista Fabiane, a grande maioria dos pacientes está na faixa etária de 50 a 70 anos, e a neoplasia ocorre com mais freqüência nos homens, na proporção de 6:1. “Professores e cantores têm uma maior probabilidade de desenvolver lesões nas cordas vocais, que na maioria das vezes são benignas. Porém, quando associadas, por exemplo, ao consumo de álcool e tabaco elevam as chances de desenvolver o câncer de laringe. Exposição ao níquel, asbestos, indústrias têxteis e madeireiras também aumentam a taxa de risco”, explica.

Mais uma vez, é preciso estar atendo aos sinais que o corpo emite. A rouquidão persistente é o principal sintoma e o diagnóstico não é difícil, realizado através de um exame chamado laringoscopia.

CUIDADOS ESPECIAS – O tratamento dos pacientes com câncer de laringe é multidisciplinar e envolve cirurgia, radioterapia e/ou quimioterapia, dependendo da extensão da doença. Acarreta uma série de seqüelas significativas relacionadas à fonação e deglutição, além de problemas psicológicos e sociais. “Nos pacientes com laringectomia total (retirada do órgão) deve-se estimular a comunicação oral e a deglutição através de profissionais capacitados, podendo ser usado prótese traqueoesofágica, voz esofágica e a laringe eletrônica. Detalhe: o paciente deverá consultar um oncologista a cada três meses nos dois primeiros anos”, informa Dra. Fabiane.

DICAS - Eis alguns cuidados que são recomendados para se conservar a voz e evitar problemas nas cordas vocais ou na laringe: não force a voz, seja falando ou cantando; evite gritar ou sussurrar; beba pelo menos oito copos de água por dia; não abuse do álcool e de bebidas e alimentos gelados ou ácidos; e não fume.



 


Direção
IRENE SERRA
irene@riototal.com.br

 

Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe.