Ano 12 - Semana 598
 


Luz solar e bom astral
A associação entre escu-ridão e depressão é bem conhecida. Agora, novo estudo revelou profundas mudanças que a privação de luz pode exercer sobre o cérebro. Neuro-cientistas mantiveram animais de laboratório no escuro por 6 semanas e verificaram que estes animais não só demonstraram comporta-mentos depressivos como também sofreram danos no cérebro.
Foi verificada a aceleração de morte de neurônios nessas condições provo-cando diminuição de pro-dução de certos neuro-transmissores cerebrais, principalmente dopamina e serotonina, substâncias envolvidas em sensações de prazer e emoções.
A privação de luz pode desregular o ritmo circa-diano do corpo, respon-sável pelas modificações relacionadas com o dia e a noite, acentuando as modificações de humor e de lesões cerebrais.
Isto pode explicar o por-quê de nos sentirmos com melhor astral nos dias ensolarados e a piora de sensações de humor nos dias mais sombrios.
(Dr. Sergio Vaisman)

 

 


 

 

    12 de setembro, 2008
 

A importância de um médico urologista para as mulheres

É muito comum as pessoas pensarem que este tipo de médico é especializado somente em homens. Isso é um engano! As mulheres são suscetíveis a problemas urinários e o urologista irá ajudá-las.


Um grande número de pessoas pensa que o urologista é um médico especializado somente em homens, assim como o ginecologista é especializado somente em mulheres. Estão enganados! Na verdade, o urologista é responsável pelo aparelho genital masculino e é especialista em doenças do aparelho urinário (rins e bexiga) de mulheres e homens, adultos, idosos e crianças.

Assim como nos homens, as mulheres estão muito suscetíveis a problemas urinários podendo sofrer alterações no sistema urinário durante a gravidez, no parto e quando chegam à menopausa.

As infecções (cistites) e incontinência urinária são problemas que afetam ambos os sexos.

Na mulher, a incontinência urinária muitas vezes é entendida como um problema de envelhecimento e por este motivo, somente 30 a 40% das pacientes em consultórios de urologia são do sexo feminino.

A incontinência urinária acomete um número bastante elevado de mulheres em sua fase produtiva. Trata-se de uma disfunção miccional que afeta não somente o aspecto higiênico como também cria condições sociais bastante desfavoráveis. A qualidade de vida e a auto-estima das pacientes é altamente afetada, podendo, inclusive, levar à depressão.

Muitas mulheres, por pensarem que o problema é natural no processo de envelhecimento, ou por vergonha de assumir a existência da incontinência, não procuram ajuda e não vão ao urologista.

Se quebrassem o tabu de que urologista não é para mulher, e fossem procurar este especialista, descobririam que a incontinência urinária, assim como outros problemas, tem solução.

Os problemas miccionais mais comuns entre as mulheres e que devem ser tratados por um urologista são:

- Bexiga Hiperativa: Transtorno conhecido como a vontade excessiva de ir ao banheiro e que provoca nas pessoas uma vontade incontrolável de urinar. Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, aproximadamente duas mulheres para cada homem possuem o quadro da doença. Uma pessoa com Bexiga Hiperativa pode também desenvolver incontinência urinária, problemas de pele e infecções urinárias.

- Incontinência Urinária: é uma doença caracterizada pela perda involuntária de urina. É um problema de saúde comum entre mulheres de meia idade e idosas. Cerca de 30% da população feminina terá incontinência urinária depois dos 60 anos. A incontinência urinária pode ser decorrente de um enfraquecimento da musculatura da pelve (bexiga caída), ou por um mau funcionamento da bexiga (bexiga hiperativa)

- Cistite Intersticial: também chamada de síndrome da bexiga dolorosa, é a inflamação crônica da bexiga, geralmente muito intensa, que acomete principalmente mulheres com idade de 20 a 60 anos. Sua causa ainda é desconhecida.

- Infecção Urinária: é a presença de microorganismos no aparelho urinário. Pode ser causada por bactérias, fungos e vírus.

É importante sempre lembrar: procure um médico de confiança, independentemente de sua idade.
 


Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe

 



Direção
IRENE SERRA
irene@riototalcombr