Ano 12 - Semana 654


 

 


 

 

   17 de outubro, 2009
 

Especialidades Médicas Reconhecidas

No Brasil, para ser um especialista, o médico deve realizar uma residência médica e prestar um  concurso junto à associação médica da especialidade, que é reconhecido pela Associação Médica  Brasileira e homologado pelo Conselho Federal de Medicina (CFM), sem o qual ele é apenas médico, sem especialidade. Até para ser considerado Clínico, o médico deve fazer Residência em Clínica Médica, com duração mínima de 2 anos.
 
   

Acupuntura
Alergia e Imunologia
Anestesiologia
Angiologia
Cancerologia
Cardiologia
Cirurgia Cardiovascular
Cirurgia da Mão
Cirurgia de Cabeça e Pescoço
Cirurgia do Aparelho Digestivo
Cirurgia Geral
Cirurgia Pediátrica
Cirurgia Plástica
Cirurgia Torácica
Cirurgia Vascular
Clínica Médica
Coloproctologia
Dermatologia
Endocrinologia
Endoscopia
Gastroenterologia
Genética Médica
Geriatria
Ginecologia e Obstetrícia
Hematologia e Hemoterapia
Homeopatia
 

Infectologia
Mastologia
Medicina de Família e Comunidade
Medicina do Trabalho
Medicina de Tráfego
Medicina Esportiva
Medicina Física e Reabilitação
Medicina Intensiva
Medicina Legal
Medicina Nuclear
Medicina Preventiva e Social
Nefrologia
Neurocirurgia
Neurologia
Nutrologia
Oftalmologia
Ortopedia e Traumatologia
Otorrinolaringologia
Patologia
Patologia Clínica/Medicina Laboratorial
Pediatria
Pneumologia
Psiquiatria
Radiologia
Radioterapia
Reumatologia
Urologia
 


Acupuntura
Tratamento que busca equilibrar o organismo através da inserção, em pontos específicos da pele, de agulhas especiais. Pode-se também utilizar, conforme o caso, estímulos térmicos ou de outros tipos, tais como Laser de baixa intensidade e ventosas.
Ramo da Medicina tradicional chinesa, é um método de tratamento chamado complementar, de acordo com a nova terminologia da OMS.


Alergia e Imunologia
Especialidade médica referente ao diagnóstico e tratamento das doenças alérgicas e do sistema imunitário.


Anestesiologia
Estuda e proporciona ausência ou alívio da dor e outras sensações ao paciente que necessita realizar procedimentos médicos, como cirurgias ou exames diagnósticos, identificando e tratando eventuais alterações das funções vitais. A especialidade vem a cada dia ampliando suas áreas de atuação, englobando não só o Período Intra-Operatório, bem como os períodos Pré e Pós-Operatórios, realizando atendimento ambulatorial para Avaliação Pré-Anestésica e assumindo um papel fundamental pós-cirúrgico no acompanhamento do paciente tanto nos Serviços de recuperação pós-anestésica e Unidades de Terapia Intensiva quanto no ambiente da enfermaria até o momento da Alta Hospitalar. Em razão destas mudanças, existe a tendência atual de se denominar esta especialidade médica como Medicina Periperatória. No Brasil, sua prática, bem como a discriminação das condições mínimas para a segurança do paciente, e a divisão de responsabilidades entre os profissionais que a exercem, é especificada em resolução do Conselho Federal de Medicina (CFM) número 1802/06.


Angiologia
Área da medicina que estuda o tratamento das doenças do aparelho circulatório.
Refere-se ao tratamento clínico das doenças que acometem vasos sangüíneos (artérias e veias) e vasos linfáticos. Atua em conjunto com a cirurgia vascular que se ocupa do tratamento cirúrgico das ditas doenças.
No Brasil as duas abordagens, clínica e cirúrgicas, são realizadas por uma especialidade unificada que leva o nome de "Angiologia e Cirurgia Vascular".


Cancerologia (oncologia)
Especialidade que estuda os tumores, que podem ser benignos ou malignos. A palavra Oncologia tem origem grega: oykos= volume, tumor e é um ramo da patologia que estuda as neoplasias. Os tumores podem estar localizados ou invadir outros tecidos, podendo disseminar-se por todo o corpo. A Oncologia está voltada para a forma como o câncer se desenvolve no organismo e qual é o tratamento mais adequado para cada caso, como cirurgia, quimioterapia, hormonioterapia, imunoterapia,  radioterapia e outras inúmeras possibilidades
É de suma importância o tratamento multidisciplinar, envolvendo médicos (oncologistas, cirurgiões, radiologistas, radioterapeutas, patologistas...), enfermeiros, psicólogos, nutricionistas, fisioterapeutas e muitos outros profissionais, devido à enorme complexidade da doença e suas diferentes abordagens terapêuticas.


Cardiologia
Especialidade médica que se ocupa do diagnóstico e tratamento das doenças que acometem o coração bem como os outros componentes do sistema circulatório.

Cirurgia Cardiovascular
Tratamento cirúrgico de doenças do coração.

Cirurgia de Cabeça e Pescoço
Tratamento cirúrgico de doenças da cabeça e do pescoço.

Cirurgia do Aparelho Digestório
Atua na cirurgia dos órgãos do aparelho digestório, como o esôfago, estômago, intestinos, fígado e vias biliares, e pâncreas.

Cirurgia Geral
Área que engloba todas as áreas cirúrgicas, sendo também subdividida.

Cirurgia Pediátrica
Cirurgia geral em crianças.

Cirurgia Plástica Reparadora
Tratamento para correção das deformidades, má formação ou lesões que comprometem funções dos órgãos através de cirurgia de caráter reparador.

Cirurgia Torácica
Atua na cirurgia dos pulmões.

Cirurgia Vascular
Tratamento das veias e artérias, através de cirurgia.

Clínica Médica (Medicina interna) 
Área que engloba todas as áreas não cirúrgicas, sendo subdividida em várias outras especialidades.

Coloproctologia
Parte da medicina que estuda e trata os problemas do intestino grosso (cólon), sigmóide e doenças do reto, canal anal e ânus.

Dermatologia
Estudo da pele e suas doenças.

Endocrinologia
Tratamento das glândulas.

Endoscopia
Cirurgia Abdominal, Cirurgia videolaparoscópica e Cirurgia do trauma. Esta especialidade médica ocupa-se do estudo dos mecanismo fisiopatológicos, diagnóstico e tratamento de enfermidades passíveis de abordagem por procedimentos cirúrgicos.

Gastroenterologia
Tratamento do aparelho digestório.

Genética médica
Estudo dos genes e de seu papel na herança das características paternais e maternais pela prole. A grande questão da genética nos dias de hoje e da medicina em geral são as células tronco e a clonagem humana.

Geriatria
Medicina geriátrica é o ramo da medicina que foca o estudo, a prevenção e o tratamento de doenças e da incapacidade em idades avançadas. O termo deve ser distinto de gerontologia, que é o estudo do envelhecimento em si.
Geriatras são médicos especializados no cuidado com o idoso e têm a sua formação variável em diferentes países, mas geralmente esta passa por uma formação generalista (medicina interna, medicina de família, etc.) e a seguir são treinados nos aspectos específicos da saúde do idoso.

Ginecologia e Obstetrícia
Ginecologia é a especialidade que trata de doenças do sistema reprodutor feminino, útero, vagina e ovários.
Obstetrícia é o ramo da medicina que estuda a reprodução na mulher. Investiga a gestação, o parto e o puerpério nos seus aspectos fisiológicos e patológicos.
Um convênio entre a AMB, CFM e CNRM reconhece as seguintes áreas de atuação (sub-especialidades) para os ginecologistas obstetras: Densitometria óssea, Endoscopia ginecológica, Mamografia, Medicina fetal, Reprodução humana, Sexologia, Ultra-sonografia em Ginecologia e Obstetrícia.

Hematologia e Hemoterapia
Estudo dos elementos figurados do sangue (hemácias, leucócitos, plaquetas) e da produção desses elementos nos órgãos hematopoiéticos (medula óssea, baço, linfonodos).
O médico assim formado está habilitado a diagnosticar e tratar as doenças oncológicas do sangue (como leucemias e linfomas) e também a realizar os diversos procedimentos de tratamento com o uso do sangue (transfusões).

Homeopatia
Método terapêutico cujo princípio está baseado na similia similibus curantur ("os semelhantes curam-se pelos semelhantes").
O tratamento homeopático consiste em fornecer a um paciente sintomático doses extremamente pequenas dos agentes que produzem os mesmos sintomas em pessoas saudáveis, quando expostas a quantidades maiores. A droga homeopática é preparada em um processo que consiste em diluição sucessiva da substância, sucussão e "dinamização" (ou "potencialização"), em uma série de passos.
Homeopatia é considerada uma filosofia (lato sensu) holística, vitalista, na medida em que interpreta as doenças e enfermidades como causadas pelo desequilíbrio ou distúrbio de uma hipotética energia espiritual ou força vital no organismo de quem as apresenta. Desse modo, ela vê tais distúrbios como manifestações em sintomas únicos e bem definidos. Sustenta que a força vital tem o poder de se adaptar a causas internas ou externas, a que os homeopatas chamam de "lei da suscetibilidade". Essa lei significa que um estado mental negativo pode atrair entidades hipotéticas chamadas "miasmas", as quais invadem o organismo e produzem os sintomas das doenças.

Infectologia
Estudo das causas e tratamentos de infecções (causadas por vírus, bacterias e fungos)

Mastologia
Tratamento de doenças da mama.

Medicina de Família e Comunidade
Área da medicina que se propõe a estudar o indivíduo enquanto ser inserido num contexto familiar e comunitário, nomeadamente integrado na sua família. Procura entender como este indivíduo se relaciona com os grupos sociais e estuda as doenças que o acometem através deste prisma. Trabalha preferencialmente com atividades de prevenção, mas também de uma Medicina de abordagem geral. Idealmente consegue resolver a vasta maioria das doenças de alta prevalência, seu principal objeto.

Medicina do Trabalho
Trata das doenças causadas pelo trabalho ou com este relacionadas.

Medicina do Tráfego
Manutenção do bem estar físico, psíquico e social do ser humano que se desloca, qualquer que seja o meio que propicie a sua mobilidade, cuidando também das interações deste deslocamento e dos mecanismos que o propiciam com o homem.

Medicina Esportiva
Vocacionada para a abordagem do atleta de uma forma global, suas áreas estendem-se desde a fisiologia do exercício à prevenção de lesões, passando pelo controlo de treino e resolução de todo e qualquer problema de saúde que envolva o praticante de desporto ou simplesmente, exercício físico.

Medicina Física e Reabilitação
Dagnóstico e terapêutica de diferentes entidades tais como doenças traumáticas, do sistema nervoso central e periférico, orto-traumatológica, cardio-respiratória.

Medicina Intensiva
Ramo da medicina que se ocupa dos cuidados dos doentes graves ou instáveis, que emprega maior número de recursos tecnológicos e humanos no tratamento de doenças ou complicações de doenças, congregando conhecimento da maioria das especialidades médicas e outras áreas de saúde.

Medicina Legal (ou medicina forense)
Especialidade que aplica os conhecimentos médicos aos interesses da Justiça, na elaboração de leis e na adequada caracterização dos fenômenos biológicos que possam interessar às autoridades no sentido da aplicação das leis. Assim a Medicina Legal caracteriza a lesão corporal, a morte (sua causa, o momento em que ocorreu, que agente a produziu), a embriaguez pelo álcool ou pelas demais drogas, a violência sexual de qualquer natureza, etc.

Medicina Nuclear
Estudo imagiológico ou terapia pelo uso de radiofármacos.

Medicina Preventiva e Social
Se dedica à prevenção da doença ao invés de seu tratamento.

Nefrologia
Parte da medicina que estuda e trata clinicamente as doenças do rim, como insuficiência renal.

Neurocirurgia
Atua no tratamento de doenças do sistema nervoso central e periférico passíveis de abordagem cirúrgica.

Neurologia
Parte da medicina que estuda e trata o sistema nervoso.

Nutrologia
Diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças do comportamento alimentar.

Oftalmologia
Parte da medicina que estuda e trata os distúrbios dos olhos.

Ortopedia e Traumatologia
Parte da medicina que estuda e trata as doenças dos ossos e as fraturas.

Otorrinolaringologia
Parte da medicina que estuda e trata as doenças da orelha, nariz, seios paranasais, faringe e laringe.

Patologia
Estudo das doenças em geral sob aspectos determinados. Ela envolve tanto a ciência básica quanto a prática clínica. Patologia Clínica/Medicina laboratorial.
(derivado do grego pathos, sofrimento, doença, e logia, ciência, estudo)

Pediatria
Parte da medicina que estuda e trata o ser em desenvolvimento.

Neonatologia
Ramo da Pediatria que estuda e cuida dos recém-nascidos, do nascimento até os 28 dias de idade.

Pneumologia
Parte da medicina que estuda e trata o sistema respiratório.

Psiquiatria
Parte da medicina que previne e trata ao transtornos mentais e comportamentais.

Radiologia
Comporta desde a visão do corpo humano através de radiografias simples ou contrastadas, como também a Tomografia Axial Computadorizada.

Radioterapia
Tratamento empregado em doenças várias, com o uso de raio X ou outra forma de energia radiante.

Reumatologia
Especialidade médica que trata das doenças do tecido conjuntivo, articulações e doenças autoimunes. Diferente do senso comum o Reumatologista não trata somente "reumatismo".

Urologia
Parte da medicina que estuda e trata cirurgicamente e clinicamente os problemas do sistema urinário e do sistema reprodutor masculino.
 



    Direção
    IRENE SERRA
     irene@riototal.com.br