Ano 17 - Semana 866

 

 


 

 

  15 de novembro, 2013
 

Barriga Flácida
 


A tão temida “barriga flácida” é um problema muito comum tanto em homens quanto em mulheres, sendo resultado muitas vezes de um estilo de vida sedentário, associado à má alimentação, que leva ao acúmulo de gordura na região abdominal.

É muito bem estabelecido pela Organização Mundial da Saúde que o acúmulo de gordura na região abdominal é considerado um grande fator de risco para o desenvolvimento de doenças endócrinas e metabólicas, como o diabetes mellitus do tipo 2, e também, cardiovasculares como, por exemplo, hipertensão.

A diminuição da gordura corporal principalmente na região abdominal ocorre através da reeducação alimentar, em que é aconselhável o acompanhamento de um nutricionista para adequar a dieta a cada realidade, bem como pela execução de exercícios físicos, para isso é necessário o acompanhamento de um profissional de educação física que indicará o melhor programa de exercícios.

O exercício físico influencia no metabolismo através da maior liberação de hormônios como GH, adrenalina, glucagon, cortisol, hormônios tireoidianos e testosterona. Tais hormônios são liberados pelas suas glândulas especificas, de acordo com a intensidade e duração do exercício e, atuam no metabolismo aumentando o gasto energético pós-exercício e no caso do GH e da testosterona estimulando o aumento de massa muscular.

O exercício físico é fundamental para quem busca emagrecimento e diminuição da quantidade de gordura corporal, isso já que de acordo com o tipo, duração e intensidade do exercício, este pode aumentar a secreção de hormônios que atuam na maior utilização da gordura como substrato energético, maior síntese de proteínas musculares, e consequentemente ganho de massa muscular, além de aumentar a quantidade de mitocôndrias, importante organela, presente nas células que é responsável pela maior utilização de diferentes substratos energéticos, carboidratos, lipídios e em menor escala as proteínas, para a produção de energia.

Fazer abdominais irá tornar os músculos desta região, mais fortes e resistentes, mas lembre-se para diminuir medidas é necessário fazer exercícios aeróbios e ter uma alimentação adequada.

Já a principal dica nutricional para quem quer ter um abdômen definido é consumir carboidratos com baixo índice glicêmico, aumentar o consumo proteico, evitar o consumo de refrigerantes, doces e alimentos gordurosos. Legumes e verduras, em especial as mais verdes, têm baixo índice glicêmico. Já as carnes e os derivados de leite com pouca gordura são as proteínas mais indicadas.
 


Ricardo Zanuto é Mestre em Fisiologia e Biofísica
Fábio Medici Lorenzeti  é Professor de Educação Física



 

 


 


 

Direção e Editoria - Irene Serra

Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe