Ano 12 - Semana 647



Endorfina

A produção de endorfina no corpo é um dos princi-pais benefícios produzidos por exercícios físicos.
Descobertas em 1.975, endorfinas representam a versão natural de opiá-ceos tais como morfina e codeína no nosso organis-mo, sem os efeitos tóxi-cos. Pelo menos 20 tipos deferentes de endorfina, secretadas pela glândula hipófise, foram identifica-dos, e são fabricadas a partir de vários tipos dife-rentes de estímulo.
Níveis elevados de endor-fina não ajudam grande-mente no alívio de dores mas servem para ameni-zar certos efeitos provo-cados pelo stress.
Além da atividade física, certos alimentos estimu-lam a produção desta substancia, tais como pimenta e chocolate.
Não coincidentemente, a atividade sexual estimula a produção de endorfinas e, por isso, alivia o stress.
A importância da atividade física na produção da en-dorfina, importante neuro-transmissor, se dá no fato de estimular relaxamento físico e propiciar prazer até nas coisas que, ao longo do tempo, vamos deixando de sentir como prazerosas.


 

ARQUIVO

 


CREMERJ
Praia de Botafogo, 228 Botafogo - CEP: 22359900 Tel: (21) 2559-0018
E-mail:
www.cremerj.com.br/


CRO-RJ
R. Araújo Porto Alegre 70, 4º e 5 andar
Castelo - CEP: 20030015
Tel: (21) 2533-7173
www.cro-rj.org.br



 



 

Atualizado em 29/08/2009
 

Cirurgia bariátrica
ferramenta importante contra a obesidade


A obesidade é uma das principais doenças em nível mundial. De acordo com a Organização Mundial da Saúde, em 2005, 400 milhões de adultos eram obesos e a projeção é de que o número aumente para 700 milhões em 2015. Na busca por se livrar deste mal, a cirurgia bariátrica ganhou uma posição importante, com resultados muito satisfatórios na redução do peso dos pacientes.

Existem três tipos de cirurgia realizadas:
as restritivas, cujo principal método é o uso de uma argola entre o esôfago e o estômago;
as restritivas com desvio do trânsito intestinal, com diminuição da porção do estômago que entra em contato com a comida;
e as bílio-pancreáticas, nas quais se interfere na absorção e não na ingestão dos alimentos.
“O procedimento é escolhido com base no Índice de Massa Corpórea e no que o paciente costumar comer”, afirma o médico cirurgião do aparelho digestivo, Dr. Carlos Sabbag.

Como toda intervenção cirúrgica, a bariátrica também tem seus riscos e exige muito cuidado, mas o avanço da medicina melhorou bastante esse cenário. A moderna videolaparoscopia é muito menos invasiva que a cirurgia tradicional. A técnica utiliza uma pequena câmera que, introduzida no abdômen, permite ver o interior do organismo. Por isso, apenas pequenos cortes são necessários para possibilitar o trabalho do médico, o que traz muito menos transtornos ao operado, com tempo de internação e recuperação mais curtos.

A preparação para a cirurgia também é muito importante. Sabbag diz que, fora a rotina de pré-operação do paciente (exames, medicamentos, jejum quando necessário, acompanhamento, entre outros pontos), é interessante que ele procure perder peso antes da operação, pois facilita o trabalho do anestesista. A parte psicológica também merece a atenção neste momento, para que a pessoa e a família estejam em condições de enfrentar bem os dias antes de depois da cirurgia.

O pós-operatório costuma ser tranqüilo, principalmente para quem passou pela cirurgia videolaparoscópica. O retorno às atividades diárias pode ser feito entre 10 e 15 dias após a alta, já exercícios físicos mais pesados o período de repouso é de um mês.

O Dr. Carlos Sabbag, explica que por mais eficazes e seguros que sejam os procedimentos cirúrgicos na perda de peso, eles só podem ser utilizados com fins de saúde e não estéticos. “Algumas pessoas procuram especialistas atrás de uma forma de emagrecer mais fácil, quando seu quadro poderia ser resolvido por meio de ações clínicas”.


Dr. Carlos A. Sabbag (CRM-PR 9950)
Médico Cirurgião do Aparelho Digestivo
Email: cas-sac@hotmail.com

 


 


    Direção
    IRENE SERRA
     irene@riototal.com.br


Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe. 
Seu artigo será bem recebido em vida-saudavel@riototal.com.br