Ano 19 - Semana 976
 

 

 
   
ARQUIVO

 


Doação de medula óssea
Ainda há um mito sobre dor e condições de saúde durante a doação de medula óssea, mas o processo é mais simples do que se imagina.
É preciso ir a um hemo-centro habilitado e coletar uma pequena amostra de sangue, material que será encaminhado a um laboratório credenciado para o exame de histocom-patibilidade.
Os resultados são enviados ao REDOME, o banco de dados nacional de doadores voluntários de medula óssea.
A doação consiste em uma microcirurgia com apenas um dia de internação hospitalar e repouso. Em 15 dias a medula óssea estará completamente regenerada.
 

 




CREMERJ
Praia de Botafogo, 228 Botafogo - CEP: 22359900 Telefone: (21)
2559-0018, 2559-3899
E-mail:
www.cremerj.com.br/
 


CRO-RJ
R. Araújo Porto Alegre 70, 4º e 5 andar
Castelo - CEP: 20030015
Tel: (21) 2533-7173
www.cro-rj.org.br
 



 

Se você é da área médica e quer publicar algum artigo, venha fazer parte da nossa equipe.
 

 

    15 de março, 2016
---

Gota

Prednisolona oral no tratamento agudo da gota

 
A gota é um tipo de artrite inflamatória em que os pacientes têm ataques periódicos agudos de edema e dor severa. A artrite gotosa aguda é normalmente tratada com colchicina ou anti-inflamatórios não esteroides (AINEs). Dois recentes estudos randomizados e controlados mostraram que a prednisolona oral, um corticosteroide, foi tão eficaz quanto os AINEs no tratamento da artrite gotosa aguda, mas esses estudos envolveram pequeno número de pacientes.

Os pesquisadores do presente trabalho, publicado pelo Annals of Internal Medicine, queriam ver se prednisolona oral era tão eficaz e segura como a indometacina (um AINE) em uma grande amostra de pacientes com sintomas de gota aguda, vistos no departamento de emergência (DE). Para isso estudaram 416 pacientes adultos, com 18 anos ou mais, que apresentavam sintomas da artrite gotosa aguda em quatro unidades de atendimento de emergência de Hong Kong.

Os pacientes foram distribuídos aleatoriamente para receber ou prednisolona oral ou indometacina durante cinco dias. Eles tomaram a primeira dose no DE e tiveram avaliação clínica, que incluiu medição do escore de dor e exame da articulação afetada a cada 30 minutos durante duas horas. Os pacientes, em seguida, completaram um diário durante 14 dias, em que registravam seu nível de dor e se elas tinham dor com o movimento da articulação. Os pesquisadores também coletaram informações sobre se os pacientes tinham quaisquer eventos adversos provocados pelos medicamentos do estudo e se eles tomaram todos os medicamentos prescritos.

Os pacientes em ambos os grupos da prednisolona e da indometacina apresentaram reduções clinicamente significativas nos seus níveis de dor durante as duas horas em que foram observados no DE, bem como durante o período de acompanhamento de 14 dias. Ambos os grupos tiveram uma redução similar nos níveis de dor. Não houve relatos de grandes eventos adversos em ambos os grupos.

As limitações do estudo incluíam a não disponibilidade dos assistentes de pesquisa à noite e nos finais de semana. Eles só estavam disponíveis para inscreverem pacientes para o estudo durante o dia, de segunda a sexta-feira. Com isso, podem ter perdido a inscrição de pacientes com sintomas mais agudos ou graves de gota que foram vistos fora deste horário de disponibilidade.

Com as observações feitas no estudo, acredita-se que os médicos possam usar a prednisolona como uma opção de primeira linha para o tratamento de pacientes com sintomas agudos de gota.



Fonte: Annals of Internal Medicine, publicação online, de 23 de fevereiro de 2016


    Direção
    IRENE SERRA
     irene@riototal.com.br